Maicon, emprestado pelo FC Porto ao São Paulo após toda a polémica no encontro com o Arouca, deixou uma mensagem de despedida aos dragões mas frisou ser apenas "um até já".

"Isto não é um adeus, é um até já. Somos Porto", relatou o jogador, em declarações à sua assessoria.

Sobre a situação que o levou a deixar o clube, Maicon referiu que nunca quis desrespeitar os dragões mas, em todo o caso, deixou um pedido de desculpas: "Passei os melhores anos da minha vida profissional no FC Porto. Envergar a braçadeira de capitão foi uma enorme honra e acho que deixei a minha marca. Por saber o peso da responsabilidade deste cargo, tenho que deixar o meu pedido de desculpas se de alguma forma dei a entender que não respeitei a instituição que tanto amo. O tempo mostrará que sempre senti o dragão como meu".

Por fim, o defesa expressou a sua confiança nos colegas que deixou na Invicta em alcançarem o título: "Por conhecer como ninguém este grupo que comandei, acredito que ainda podemos conquistar muito esta época. E o meu desejo é ver o FC Porto campeão. Sei que voltaremos a mostrar quem manda no futebol português".
Fonte: Jornal Record