Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




José Peseiro
FC PORTO
Peseiro: «Quero que todos façam bem o seu trabalho em campo»
 
Na antevisão da partida frente ao Belenenses (domingo, 19.15 horas) no Restelo, José Peseiro reconheceu condicionalismos na equipa, mas acredita que tem elementos suficientes para vencer. Recusou destacar jogadores, preferindo sublinhar o desejo de uma «equipa coletiva e solidária» que participa em todos os momentos do jogo. Em campo «todos os intervenientes» devem dar o seu melhor.

«Acredito em todos os meus jogadores, tenho confiança em todos eles. Quero uma equipa coletiva e solidária. Queremos ser fortes amanhã, isso é que é decisivo. Vamos procurar jogar bem, que é essencial para poder ganhar», disse, sem querer destacar a boa forma Danilo:

«Se ele está bem outros vão estar bem também no domingo. Quero que todos estejam ao nível dele. Mas destacar as individualidades fica para o vosso comentário.»

Perante a insistência de uma equipa «curta», nomeadamente de centrais (Martins Indi não pode jogar) , Peseiro não se mostrou preocupado:

«Lesões e castigos são normais em todos os clubes. Temos recursos e acredito neles. Aliás sublinho que perdemos com um golo ilegal com o Borussia, por isso não estou preocupado. Amanhã não queremos sofrer golos e uma equipa é mais equipa participando todos em todos os momentos do jogo.»

José Peseiro também deixou um pedido para que todos em campo - incluindo equipa de arbitragem -, estejam ao seu melhor:

«Queremos um grupo com ambição, a jogar bem e a vencer. A equipa vai estar a 100 ou 200 por cento, quero que todos os intervenientes façam bem o seu trabalho em campo. O Belenenses é uma equipa que assume o jogo, que quer jogar ao ataque, tem boa posse de bola e circulação. Mas temos de valorizar a nossa ideia de jogo.»

Sobre se as próximas duas jornadas serão cruciais para o desfecho do campeonato, Peseiro revelou prudêcnia e confiança:

«Sabemos o caminho que estamos a fazer e os condicionalismos que temos tido, como o tempo para treinar ou os castigos, mas isso não é desculpa. Estamos unidos e solidários para colmatar carências. Temos mais 11 jogos, mas só estamos a pensar no próximo, jogando sempre no limite.»

Autoria e outros dados (tags, etc)







Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D